DIVULGA CIÊNCIA

Valorizando os periódicos brasileiros através da divulgação científica

Divulga Cientista – Johanna Döbereiner

johanna_dobereiner

Responsável por importantíssimos estudos para o desenvolvimento do Pró-álcool – programa financiado pelo governo federal para a produção de combustível derivado do álcool na década de 1970 – e por tornar o Brasil um dos maiores produtores de soja do mundo, a engenheira agrônoma Johanna Döbereiner foi, no país, a mulher mais citada em publicações indexadas internacionais.

Foi também a pioneira nos estudos de microbiologia do solo e indicada ao Prêmio Nobel de Química, em 1997, por seu trabalho com fixação biológica do nitrogênio e que permitiu que milhares de pessoas consumissem alimentos mais baratos e saudáveis.

Nascida em 28 de novembro de 1924, em Aussig, na República Checa, Döbereiner formou-se em engenharia agronômica em 1950 pela Universidade de Munique, na Alemanha. Em seguida, se mudou para o Brasil, onde foi contratada pelo atual Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia da Embrapa, localizado no município de Seropédica, no Rio de Janeiro.

Apesar de receber convites para trabalhar no exterior, Johanna nunca quis deixou o país, e se naturalizou brasileira em 1956.

Com a introdução da soja no Brasil na década de 1960, a cientista estudou as associações entre plantas e bactérias fixadoras de nitrogênio, desenvolvendo uma tecnologia capaz de diminuir ou até mesmo eliminar a utilização de adubação nitrogenada. Tal tecnologia faz com que o Brasil tenha o menor custo de produção de soja do mundo, se estabelecendo como um dos maiores produtores mundiais do grão.

Em 1988, a cientista analisou a associação entre uma bactéria fixadora de nitrogênio e a cana de açúcar. Através do estudo, os resultados aumentaram a capacidade da produção da cana no país.

A cientista ocupou a vice-presidência da Academia Brasileira de Ciências e ganhou os prêmios Bernardo Houssay da Organização dos Estados Americanos (1979) e do Prêmio de Ciências da UNESCO (1989).

Döbereiner morreu no dia 5 de outubro de 2000, em Seropédica, por consequência do Mal de Alzheimer.

Leia o artigo Avanços recentes na pesquisa em fixação biológica de nitrogênio no Brasil, de Johanna Döbereiner, publicado na revista Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (vol. 4, n. 8, 1990).

Artigo: Avanços recentes na pesquisa em fixação biológica de nitrogênio no Brasil
Autor: Johanna Döbereiner
Revista: Estudos Avançados (USP)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: