DIVULGA CIÊNCIA

Valorizando os periódicos brasileiros através da divulgação científica

Divulga Cientista – Raymundo Faoro

Crédito da foto: Osvaldo José dos Santos/Jornal da USP

Crédito: Osvaldo José dos Santos/Jornal da USP


Em tempos de eleições presidenciais, o Divulga Ciência retrata a obra e biografia do jurista e cientista político Raymundo Faoro.

Faoro nasceu em Vacaria, no Rio Grande do Sul, em 27 de abril de 1925. Formou-se em Direito, em 1948, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 1951, se mudou para o Rio de Janeiro, onde advogou e, em seguida, atuou na Procuradoria do Estado.

Em sua obra mais reconhecida, o clássico “Os Donos do Poder”, publicado em 1958, analisou a formação do patronato político e econômico brasileiro, e buscou as raízes de uma sociedade na qual, segundo sua teoria, teria seu poder público exercido, e usado, pelo poder privado.

Foi presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, de 1977 a 1979. Lutou pelo fim dos Atos Institucionais no período da Ditadura Militar e ajudou a consolidar o processo de abertura democrática na década de 1970. Com ele a sede da OAB, no Rio, transformou-se num front de resistência pacífica contra o regime militar. Ele foi um dos primeiros a denunciar a tortura de presos políticos. Com a anistia e a retomada das liberdades políticas, sua casa tornou-se lugar de encontro de políticos como Tancredo Neve e Luís Inácio Lula da Silva.

Faoro assumiu a cadeira 6, em novembro de 2000, na Academia Brasileira de Letras. Recebeu os prêmios José Veríssimo, da ABL (1959); Moinho Santista – Ciências Sociais (1978); e Medalha Teixeira de Freitas, do Instituto dos Advogados do Brasil.

O jurista e cientista político morreu no Rio de Janeiro em 15 de maio de 2003.

No artigo Existe um pensamento político brasileiro?, publicado na revista Estudos Avançados (vol. 1, n. 1, 1987) Faoro reflete sobre o significado do pensamento político e, especificadamente, se há um pensamento político totalmente brasileiro. “Se há um pensamento político brasileiro, há um quadro cultural autônomo, moldado sobre uma realidade social capaz de gerá-lo ou de com ele se soldar”, refletiu o cientista.

Artigo: Existe um pensamento político brasileiro?
Autor: Raymundo Faoro
Revista: Estudos Avançados (USP)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 20 de outubro de 2014 por em Divulga Cientista e marcado , , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: