DIVULGA CIÊNCIA

Valorizando os periódicos brasileiros através da divulgação científica

Divulga Cientista – Manuel Dias de Abreu

dias de abreu

No último dia 30 de janeiro, Manuel Dias de Abreu foi relembrado pela academia brasileira pelos 53 anos de sua morte.

Indicado cinco vezes ao Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia, Dias de Abreu nasceu em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1894.

Com doutorado na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, completado em 1914, foi diretor do laboratório de radiologia da Santa Casa de Paris. Foi também na capital francesa que iniciou seus estudos de fotografia dos pulmões, no Hospital Franco-Brasileiro.

Após 1918, trabalhou no Hospital Laennec (também na França) e em 1921 publicou uma obra pioneira sobre a interpretação radiológica das lesões pulmonares chamada “Radiodiagnóstico na tuberculose pleuropulmonar”.

Já em 1922 retornou ao Brasil, e intensificou suas pesquisas de radiografias do tórax.

Apenas em 1935, em decorrência dos aprimoramentos dos aparelhos fotográficos, foi possível que o cientista concebesse um método rápido e barato de tomar pequenas chapas fotográficas dos pulmões para maior facilidade de diagnóstico, tratamento e profilaxia da tuberculose e do câncer de pulmão.

Era a invenção da Abreugrafia, nome dado em homenagem ao cientista e reconhecida em 1936 pela Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e depois adotada universalmente.

Manuel Dias de Abreu lecionou radiologia em inúmeras instituições científicas do Brasil e exterior e foi membro das mais importantes organizações médicas do mundo.

No campo da medicina e da pesquisa, publicou os consagrados “Ideias gerais sobre o radiodiagnóstico na tuberculose”, “Estudos sobre o pulmão e o mediastino”, “Nova radiologia vascular e Radiologia do coração” — além de inúmeros livros de poesia.

Ao lado de Carlos Chagas, Vital Brazil, Oswaldo Cruz e outros, Manuel Dias de Abreu está entre os grandes nomes da medicina brasileira.

Fumante, morreu em 1962, no Rio de Janeiro, e ironicamente, de câncer de pulmão.

Em maio de 2012, em homenagem aos 50 de morte de Manuel de Abreu, foi lançada, pela Sociedade Paulista de Radiologista (SPR), a biografia “O Mestre das Sombras – Um Raio X Histórico de Manoel de Abreu”, escrita pelo jornalista e historiador Oldair de Oliveira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 2 de fevereiro de 2015 por em Divulga Cientista e marcado , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: