DIVULGA CIÊNCIA

Valorizando os periódicos brasileiros através da divulgação científica

Dez revistas mais acessadas no SciELO outubro

Ficamos ausentes na postagem do ranking das dez revistas científicas brasileiras do SciELO com mais acessos, mas estamos retomando aos poucos, pois a primeira fase do projeto de valorização das revistas científicas por meio da divulgação científica chegou ao fim, mas a segunda fase está em construção com boas perspectivas pela frente.

Hoje apresentamos as dez revistas cujos artigos foram mais acessados em outubro deste ano. A SciELO está investindo em melhorias no seu site e, portanto, agora a estatística de acesso pode ser decomposta em acessos a homepage das revistas, aos artigos e ao sumário. Optaremos aqui pelos acessos aos artigos, que nos dá uma estimativa melhor sobre o uso das revistas pelos leitores.

Captura de tela 2015-11-17 16.07.11

O SciELO computou um total de 18,8 milhões de acessos aos artigos de 345 revistas científicas, às quais o gráfico indica quase meio milhão de acessos a uma revista multidisciplinar e temática da Universidade de São Paulo (USP), a Estudos Avançados cuja última edição – são três por ano – trouxe um dossiê sobre a crise hídrica e artigos que se dedicaram a analisar os 70 anos da explosão das bombas atômicas. Temas que interessam a todos e que, portanto, revela o importante trabalho da publicação e o enorme interesse da comunidade e sociedade neste tipo de conteúdo.

Grande parte das revistas deste levantamento é composto pela área da medicina, tradicionalmente de grande interesse público, mas que tem uma dinâmica própria de publicação, com grande número de revistas e de artigos.

Destaque, novamente, para a Química Nova, uma publicação bimestral e trilingue da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), costumás da lista de Top 10 acessos. Representante das ciências exatas no SciELO, a revista é parte de uma minoria da área que publica em português, mas já demonstrando que a cada ano aumenta a fatia no espanhol e inglês.

Por último, chamamos atenção para o gigantesco uso do SciELO enquanto reservatório de revistas científicas brasileiras – e de outros 15 países – em acesso aberto, quase chegando a 19 milhões de acessos (apenas aos artigos), um aumento de 15,8% em relação a outubro de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 17 de novembro de 2015 por em Divulga Ciência, Rankings e marcado , , , .
%d blogueiros gostam disto: